11 out

Outubro Rosa: reconstrução mamária auxilia na recuperação da autoestima

A mastectomia, retirada parcial ou total das mamas para extirpar o câncer de mama, prejudica muito a feminilidade e abaixa a autoestima na maioria das pacientes, o que pode desencadear o desenvolvimento de outras doenças como, por exemplo, a depressão.

“A retirada das mamas pode comprometer a autoestima e a identidade feminina das mulheres afetadas pelo câncer, ampliando o sofrimento psicológico, uma dor que transcende o sofrimento configurado pela doença em si. Considerando esses fatores, a reconstrução mamária vai além de uma questão estética e deveria ser considerada como indispensável nas propostas de atenção e tratamento à mulher portadora da doença” afirma a psicóloga Irene Carmo Pimenta.

reconstrucao-mamaria

A reconstrução mamária é um procedimento cirúrgico, cada vez mais avançado, que é capaz de trazer de volta a autoconfiança e qualidade de vida da mulher. “A cirurgia é complexa e com uma série de variações que dependem das características do tumor, do tipo de tratamento e da mastectomia pela qual a paciente for submetida”, afirma o cirurgião plástico Dr. Marco Cassol.

Nos casos em que a pele e a gordura da região mamária foram preservadas ao máximo, é possível realizar a prótese de silicone logo após a mastectomia. “Já em mulheres que perderam mais tecido, é indicado o implante de um expansor que esticará a pele e aumentará seu volume aos poucos para, em breve, dar lugar a uma prótese de silicone definitiva” comenta o médico.

Nos casos mais radicais, em que a mulher perde uma grande quantidade de gordura e pele (incluindo, muitas vezes, os mamilos e as aréolas) a reconstrução tem que ser feita por meio de um retalho, de uma parte da pele de outra região do corpo, que é utilizada para cobrir o local em que há escassez de tecidos.

“Lembrando que o médico responsável será capaz de opinar sobre qual a melhor opção para cada caso, esclarecer as dúvidas e aprofundar as informações sobre o procedimento escolhido”, finaliza Cassol.

131Dr. Marco Cassol, cirurgião plástico especialista em face feminina

Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, o cirurgião plástico, pode responder sobre botox, fios de sustentação da face absorvíveis, silicone nos seios, cirurgia para reduzir as mamas, criolipólise, microlipoaspiração, cirurgia íntima, novidades da área clínica, procedimentos estéticos, entre outros assuntos. Com mais de 15 anos de experiência, é formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Site: www.marcocassol.com.br.