19 dez

Infecção urinária: conheça dicas de prevenção

A infecção urinária é um problema que atinge as mulheres que estão em idade reprodutiva, menopausa e até as grávidas. Ela ocorre quando uma bactéria entra no sistema urinário por meio da uretra e começa a se multiplicar na bexiga. Normalmente, o corpo expulsa esses organismos estranhos. Às vezes, as defesas falham e a bactéria se manifesta no trato urinária iniciando a infecção. Cerca de 40% das mulheres têm pelo menos um episódio de cistite em sua vida.

Os sintomas são variados, segundo a uroginecologista Maria Augusta Bortolini, vice-presidente da Associação Brasileira pela Continência B. C. Stuart., a infecção urinária pode causar uma pressão constante na região pélvica ou lombar e pode haver micções dolorosas ou frequentes, com necessidade urgente de urinar, muitas vezes com pouca ou nenhuma urina sendo eliminada.

A médica destaca ainda que a urina pode também tornar-se turva, mais escura e/ou com odor desagradável. “A presença de sangue na urina, febre com eventuais náuseas, vômitos e calafrios podem indicar uma infecção mais grave”, afirma.

infeccao-urinaria

As mulheres apresentam esse tipo de infecção com maior frequência do que os homens, uma vez que suas uretras são mais curtas, com proximidade à vagina e ao ânus. Isto significa que é mais fácil para os micro-organismos entrarem no sistema urinário e causar uma infecção.

“O atrito gerado nas atividades sexuais também podem carrear micro-organismos para o interior da uretra. Após a menopausa, os níveis reduzidos de hormônio estrogênio no corpo fazem com que os tecidos da vagina, uretra e bexiga se tornem mais finos, sensíveis e menos resistentes, aumentando o risco de cistite recorrente”, destaca Maria Augusta Bortolini.

Infecções também são também mais comuns durante a gravidez por causa de mudanças hormonais e de funcionamento do trato urinário. A médica explica que a debilidade do sistema imunológico ou a susceptibilidade de algumas mulheres também contribuem para as infecções.

Ainda para prevenção é importante a pessoa manter bons hábitos, tais como boa alimentação, atividade física, reduzir estresse, a fim de que o corpo possa se fortalecer, impedindo infecções oportunistas”, afirma.

Dicas de como prevenir a infecção urinária:

  • Beber líquido, de modo a ser o suficiente para urinar claro 4 a 6 vezes por dia (2 a 3 litros);
  • Ingerir suco ou cápsulas de cranberry aumenta a acidez da urina e ajudar a inibir o crescimento de bactérias;
  • Ir ao banheiro quando sentir vontade e não esperar muito tempo. Idealmente a cada 3 horas;
  • Depois de usar o banheiro, limpar sempre da parte da frente para a parte de trás;
  • Manter higienizada a região genital, mas evitar a limpeza vigorosa, que danifica a pele, bem como o uso de duchas vaginais. As bactérias se proliferam mais em pele e mucosas danificadas;
  • Evitar irritantes potenciais, tais como óleos de banho perfumados e desodorantes vaginais;
  • Se tem diabetes, mantê-la sob controle;

 

O tratamento das cistites deve ser seguido rigorosamente, já que a infecção pode voltar e pode ser mais difícil de tratar. Nos casos mais graves, há a necessidade até de internação pela possibilidade de afetar o trato urinário superior (rins) e o organismo como um todo.

Associação Brasileira Pela Continência B. C. Stuart

A Associação Brasileira pela Continência B. C. Stuart é uma entidade sem fins lucrativos, cujo maior objetivo é de prestar assistência às pessoas que sofrem de incontinência urinária e/ou fecal.

maria-augusta-bortolini*Dra. Maria Augusta Tezelli Bortolini é Pós-Doutora em Ciências e Professora Afiliada do Departamento de Ginecologia da Universidade Federal de São Paulo, Escola Paulista de Medicina.