10 set

Câncer de endométrio: estudo mostra que o uso da pílula anticoncepcional pode evitá-lo

Uma pesquisa publicada no último mês de agosto no The Lancet Oncology envolveu 27 mil mulheres com câncer endometrial e outras 115 mil pacientes saudáveis.

De acordo com os dados do estudo, o grupo de mulheres que usaram o anticoncepcional com regularidade tiveram redução de 25% de risco de ter a doença. Segundo os cálculos na publicação, 400 mil casos de câncer de endométrio foram prevenidos nos últimos 50 anos no mundo, 200 mil só nesta última década.

anticoncepcional
Para o médico oncologista Fernando Cotait Maluf, diretor do Instituto Vencer o Câncer, o câncer de endométrio é um dos tumores ginecológicos mais frequentes, principalmente em mulheres após a menopausa, em geral acima dos 60 anos. Apenas 20%, ou menos, das mulheres com câncer de endométrio estão na fase de pré-menopausa. Menos de 5% estão abaixo dos 40 anos de idade. “O câncer de endométrio é um tumor altamente curável na maioria das mulheres”, avalia.

Os agentes infecciosos como o HPV não desempenham um papel relevante no surgimento desse tipo de câncer, os fatores de risco para o câncer de endométrio são diferentes daqueles para o câncer do colo uterino.

Fernando Maluf explica que nos ciclos menstruais normais, a produção do hormônio progesterona controla os efeitos do estrógeno e protege o endométrio. No entanto, existem situações que rompem esse equilíbrio hormonal e permitem que o estrógeno exerça ação continuada sobre o endométrio, provocando proliferação anormal de suas células.

“Exemplos dessas situações incluem o uso de medicamentos (reposição hormonal e tamoxifeno, este último usado em câncer de mama) e a chegada mais tardia da menopausa”, avalia o médico.

Fatores de risco que provocam o câncer de endométrio: obesidade, terapia de reposição hormonal, hipertensão arterial e diabetes, nuliparidade (nenhuma gravidez durante a vida), dietas ricas em gordura animal, história familiar de câncer ginecológico e hiperplasia do endométrio.

O oncologista alerta ainda que a pílula anticoncepcional só deve ser usada com orientação médica.

Mais informações: vencerocancer.com.br