19 dez

Bexiga hiperativa: veja como o BOTOX® tem contribuído para o tratamento

Você urina muito durante o dia e também a noite? Se acha que sim, saiba que isto não é tão normal. Você pode ter bexiga hiperativa. E recentemente, a Anvisa aprovou o uso do BOTOX® no tratamento da Bexiga Hiperativa. Para entender mais sobre o assunto, conversei com o José Carlos Truzzi, Meste e Doutor em Urologia pela Universidade Federal de São Paulo. Confira:

Como podemos perceber a bexiga hiperativa?

Existe um aumento no número de idas ao banheiro, tanto no período diurno como noturno, geralmente acima de oito vezes por dia, acompanhado por um desejo súbito de urinar, podendo ou não ser acompanhado por escapes de urina (incontinência urinária).

O tratamento com o botox é recomendado em quais casos?

Medidas mais conservadoras como a adequação da ingestão de líquidos, exercícios com a musculatura pélvica e medicamentos orais são utilizados na fase inicial do tratamento. Nos casos em que a resposta a estas condutas não é satisfatória, há indicação da aplicação da toxina botulínica na bexiga.

Bexiga Hiperativa

Você trabalha com este tipo de tratamento?

Sim. Iniciei o tratamento com toxina botulínica há mais de 10 anos, em um período em que o uso era restrito a grupos de pacientes acompanhados na Universidade. Após a aprovação para uso pela ANVISA o tratamento foi difundido e ampliado o número de pessoas que foram beneficiadas.

Em geral, teve bons resultados?

Há melhora dos sintomas de modo expressivo em cerca de 80% das vezes, o que acarreta um ganho na qualidade de vida dos pacientes.

Infográfico Botox Bexiga Hiperativa

Existem outros tipos de tratamento ao invés do Botox? Quais?

Existe a possibilidade de implante de um neuromodulador, semelhante a um marcapasso cardíaco, para que haja o controle da hiperatividade da bexiga. Nos casos mais graves e que não apresentaram melhora com as medidas terapêuticas citadas, há a indicação de ampliação da bexiga por meio de tratamento cirúrgico.

Dicas para quem tem bexiga hiperativa.

Se houver a suspeita de ser portador de bexiga hiperativa procure um Urologista. Ele é o especialista que poderá confirmar o diagnóstico e estabelecer o tratamento mais adequado. O portador dos sintomas de bexiga hiperativa não deve ter receio ou vergonha de buscar tratamento.

Dr. José Carlos Truzzi*José Carlos Truzzi é Mestre e Doutor em Urologia pela Universidade Federal de São Paulo e Membro Titular da Sociedade Brasileira de Urologia