Atividade física na terceira idade reduz riscos de doenças do coração

Atividade física na terceira idade reduz riscos de doenças do coração

Depois da aposentadoria, muitos idosos ficam com tempo livre, ficando por vez osciosos. Na maioria dos casos, eles acabam ficando em casa, deixando de lado uma vida ativa, proporcionada pelas atividades cotidianas e físicas. Segundo o educador físico e diretor científico do Departamento de Educação Física da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (SOCESP), Natan Silva Júnior, a chave para cultivar um coração longevo é continuar ativo, praticando semanalmente atividades físicas.

“A atividade física de modo geral é capaz de prevenir e auxiliar no tratamento de doenças do coração. Para as pessoas que estão na terceira idade, é também uma excelente ferramenta para o combate de doenças cardíacas, porém, antes desses indivíduos iniciarem qualquer tipo de exercício é necessário que eles procurem um médico de confiança para avaliar as possíveis limitações de ordem ortopédica e cardíaca, para que o exercício seja feito de forma segura” – afirma.

atividade-fisica-terceira-idade

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), três em cada quatro idosos têm alguma doença crônica. Diante desse contexto, os exercícios além de prevenir doenças cardíacas, podem evitar outros problemas que afetam o coração. O educador físico cita como exemplo a hipertensão, que pode promover uma hipertrofia cardíaca. “Neste caso, a atividade física aeróbica, como a caminhada, é capaz de promover uma hipotensão pós-exercício (valores de pressão mais baixo), que perdura por algumas horas, ou seja, se a caminhada for realizada diariamente, o indivíduo terá uma pressão arterial menor diariamente, diminuindo assim a sobrecarga pressórica no coração”, explica Natan.

Com o aumento da expectativa de vida no Brasil, a Organização Mundial de Saúde (OMS), estima que em 2050, o País terá 70 milhões de idosos, representando 30% da população. Diante do contexto, uma das preocupações é que o índice de doenças crônicas também aumente. Conforme ressalta o especialista, a prática de atividades físicas pode melhorar a qualidade de vida da população idosa, reduzindo os impactos da velhice e das doenças ocasionadas pela fase.

Por onde começar

Os exercícios aeróbicos são os mais indicados para combater as doenças do coração, ou seja, atividades que envolvem grandes grupos musculares, realizada de forma rítmica, contínua e por um longo período de tempo. Para iniciar, é recomendado a caminhada diária, que deve ser realizada de forma moderada, com uma duração entre 30 a 40 minutos. Entretanto, antes de iniciar qualquer tipo de esporte, durante a terceira idade, o especialista ressalta que indivíduo deve procurar um médico para realizar um check-up cardiológico, possibilitando que a prática da atividade física seja eficaz e segura.

Infográfico Direção na Gravidez: veja os cuidados que devem ser tomados

Infográfico Direção na Gravidez: veja os cuidados que devem ser tomados

Muitas dúvidas surgem quando o assunto é direção na gravidez. No antigo Código Brasileiro de Trânsito era recomendada a direção veicular até o quinto mês de gravidez, mas hoje não existe nenhuma restrição.Dirigir na gravidez não é proibido, desde que a gestante se sinta confortável e segura para esta atividade. A maioria dos médicos não proíbe que as grávidas dirijam, entretanto, precisam entender que há riscos e que alguns cuidados devem ser redobrados durante a gestação – principalmente nos últimos três meses.

Cinto de segurança, espaçamento da poltrona e o cuidado na velocidade são itens muito importantes para mamães que dirigem durante a gravidez. O cinto de 3 pontos é o mais indicado para essa fase; se o veículo possuir airbag, afaste o banco o máximo possível pois, com a barriga muito próxima ao volante, freadas bruscas e batidas podem levar ao deslocamento da placenta e ao parto prematuro.

Pelo cuidado necessário durante a gestação e por todas as dúvidas, a Ituran Rastreadores preparou um infográfico com algumas curiosidades, dicas e precauções sobre dirigir grávida. Além disso, são apresentadas informações sobre a cadeirinha e o bebê conforto, itens obrigatórios que diminuem o risco de morte infantil no trânsito e a probabilidade de acidentes.
Infografico - Direção na Gravidez

Sobre a Ituran

Com atuação no Brasil desde 2000, a Ituran Rastreadores (ituran.com.br) é uma das principais empresas no mercado de monitoramento de veículos. Oferece proteção para carros, motos, frotas de ônibus e caminhões com qualidade e competência, com tecnologia avançada de rastreamento. Quando se trata da recuperação de veículos roubados ou furtados, a empresa é um ícone de eficiência, pois se preocupa recuperar o veículo no menor tempo possível e fornecer o suporte necessário para o cliente.

*Publieditorial

Gestação: veja quais são os principais incômodos no verão

Gestação: veja quais são os principais incômodos no verão

As altas temperaturas do verão costumam causar incômodos para a maioria das pessoas, mas para as grávidas o calor do verão é um tormento, principalmente quando elas já estão com aquele barrigão dos meses finais de gravidez.

O ginecologista e obstetra Claudio Basbaum, membro do Corpo Clínico do Hospital São Luiz em São Paulo, destaca que a elevação na quantidade de hormônios no organismo da gestante promove a dilatação dos vasos, tanto arteriais quanto venosos, predispondo ao aparecimento ou piora das varizes nos membros inferiores, alterações que contribuem para o inchaço nos pés e nas pernas , assim como para a queda de pressão arterial, tão comuns nos meses de verão e sobretudo na segunda metade da gestação.

Um outro cuidado importante é com relação a higiene íntima da mulher já que há um aumento na transpiração que propicia um ambiente favorável para o surgimento de assaduras e  para o crescimento de fungos e bactérias.  “O recomendado é que sejam utilizados apenas água e sabonetes neutros na higiene genital externa”, completa o especialista.

incômodos-gravidas-verão

Dicas para diminuir o mal-estar e alguns cuidados:

  • Evitar exposição ao sol entre 10 e 16 horas. Além dos já conhecidos riscos causados sobre a pele , a gestante tem muita facilidade de ficar com manchas escuras no rosto e sobre eventuais cicatrizes antigas (Cloasma gravídico);
  • Usar o protetor solar diariamente;
  • Comer alimentos mais leves como frutas e saladas;
  •  Hidratar-se bem. Consumir ao menos 2 litros de água por dia;
  • Utilizar roupas com tecidos leves, evitando os sintéticos e roupas justas;
  • Trocar a  calcinha pelo menos uma vez por dia e dormir sem calcinha é uma boa norma;
  • Lavar e enxaguar bem as roupas íntimas, sem deixar resíduos de sabão. Seca-las ao sol e não dentro do box do chuveiro , onde a umidade facilita a proliferação de fungos;
  • Não permanecer por muito tempo com maiô molhado;
  • Tomar banhos mornos ou frios durante o período, pois refrescam e dão maior bem estar.

 

Cláudio-Basbaum-Ginecologista*Cláudio Basbaum é médico com especialização na Universidade de Paris-França. Professor-Doutor em Ginecologia e Obstetrícia, pioneiro da laparoscopia no Brasil (1967), Introdutor do Parto Leboyer (“Nascimento sem violência”) e da técnica “Shantala” (Massagem para bebês) no Brasil e defensor de técnicas menos agressivas à mulher e ao bebê. Membro do Corpo Clínico do Hospital e Maternidade São Luiz em São Paulo. O ginecologista tem 51 anos de profissão, defende a população feminina de cirurgias mutiladoras desnecessárias há 18 anos, através da campanha “Mulheres, Salvem seus Úteros!”. (www.claudiobasbaum.med.br) É pioneiro e introdutor no Brasil de diversas técnicas avançadas em medicina como a laparoscopia (1967), videocirurgia – (videolaparoscopia e videohisteroscopia)- 1988 e a embolização para eliminação dos miomas uterinos, desde o ano 2000, procedimentos mini-invasivos de máxima eficácia terapêutica e com um mínimo de trauma e rápida recuperação.