31 out

Alimentação Funcional

A nutricionista Juliana Morais explica o que são os alimentos funcionais e como eles agem no corpo

Para quem ainda não sabe, os alimentos funcionais são conhecidos por oferecer muitos benefícios à saúde que vão além do seu valor nutritivo. De acordo com a nutricionista Juliana Morais, uma alimentação funcional além de proporcionar uma vida mais saudável, pode ajudar a prevenir doenças crônicas e degenerativas, tais como diabetes, Parkinson, câncer, Alzheimer, entre outras.

“Ainda na mulher, a alimentação funcional pode somar benefícios no controle da TPM, menopausa, alterações hormonais, ovários policísticos, anemias, ansiedade, entre outras doenças”, explica.

Como funciona a alimentação funcional

Juliana explica que o uso dos alimentos funcionais deve ser diário e regular, para que os benefícios sejam alcançados. “Como todo hábito saudável, para colher os frutos do investimento de tempo e dinheiro dispostos para tais, precisamos de rotina. Com o tempo o corpo começa a responder positivamente às mudanças, mudando suas respostas bioquímicas diante dos estresses metabólicos, e com isso conseguindo responder melhor aos estímulos internos e externos. Em resumo, a alimentação funcional pode refletir na pessoa uma nova dinâmica de saúde”.

alimentação-funcional

Quais são os alimentos funcionais

Muitos nutrientes funcionais específicos já foram identificados e seus benefícios estudados. Determinadas substâncias, como as isoflavonas da soja, possuem ação estrogênica que diminui os sintomas de menopausa e são anti-cancerígenas. Já os pré e probióticos, encontrados em cereais integrais e derivados do leite fermentados, ativam a microflora intestinal e favorecem as funções intestinais.

“Estes são apenas alguns entre os inúmeros outros nutrientes funcionais que podemos citar. A maioria dos nutrientes funcionais são encontrados em frutas, verduras e cereais integrais. Para saber corretamente qual o tipo de nutriente que seu corpo precisa é necessário consultar um nutricionista ou um médico. Conhecendo as carências do organismo, o especialista pode fazer um plano alimentar individual”, completa Juliana.

Dicas de nutrientes funcionais

“Os ácidos graxos ômega 3 encontrados em peixes de águas profundas contribuem para a redução do colesterol ruim (LDL) e têm ação anti-inflamatória sistêmica. Auxiliam também na manutenção de níveis saudáveis de triglicerídeos, desde que associados a uma alimentação equilibrada e hábitos de vida saudáveis”. Eles são encontrados também em oleaginosas e sementes.

Os carotenóides licopeno encontrados nos vegetais vermelhos, a luteína, presente no repolho, agrião, espinafre, e a zaexantina encontrada no milho, pimentão amarelo, possuem ação antioxidante que protege as células contra os radicais livres.

Já as fibras ajudam no funcionamento do intestino e podem ser encontradas em diversas frutas, verduras, feijão, grão de bico, trigo, aveia, granola, entre outros.

Juliana-morais-nutricionista*Juliana Morais  é nutricionista, mestre em Ciência dos Alimentos e especialista em Obesidade e Emagrecimento. Confira mais sobre o trabalho da profissional no site do Renutra.