18 abr

Sexo na gravidez, e agora?

A gestação é um dos períodos mais esperado e emocionante na vida de uma mulher. O desejo de ser mãe faz parte da natureza feminina. Por isso, muitas planejam o melhor momento para engravidar. Isso, para que tudo ocorra bem, a gestação seja tranquila e que o bebê nasça saudável em um ambiente estruturado para o seu crescimento.

Mas, durante o período de gravidez, acontecem muitos questionamentos decorrentes de várias mudanças físicas, psicológicas e emocionais na vida da mulher, que por sua vez acaba gerando dúvidas, receios e medo.

Sexo durante a gestação

Um dos principais questionamentos é a respeito do sexo na gravidez. Uma das maiores dúvidas é se o bebê será incomodado com o sexo, à resposta é não. Segundo a fisioterapeuta especializada em saúde da mulher, Meg Martins, se não houver risco de aborto, parto prematuro ou qualquer outra condição que represente um risco iminente, pode-se ter relação sexual, pois, durante a penetração, o bebê é protegido pelos músculos do assoalho pélvico, pelo líquido amniótico e pelo tampão mucoso, sendo este responsável por protegê-lo de possíveis infecções.

Ainda segundo a profissional, geralmente, nos primeiros meses realmente o apetite sexual pode diminuir bastante. Mas no segundo trimestre ele volta ao seu normal e algumas vezes até maior. Já no 3º trimestre ele pode voltar a reduzir. Mas, isto não é uma regra, lembrando que cada gestante reage de uma forma neste período e que fazer sexo durante a gravidez é extremamente saudável.

‘’Neste período de mudanças a libido pode diminuir, mas, isso não quer dizer que ele não esteja ali e principalmente, que o casal não possa curtir um ao outro neste importante momento. Pelo contrário, o casal deve conversar sobre o assunto e se necessário procurar alternativas para tratar as disfunções apresentadas’’, explica.

sexo na gestação

sexo durante a gravidez

Curtindo o momento

Durante o sexo, o casal deve procurar a posição que traga menos incomodo para a gestante. As mais indicadas são a de ‘’conchinha’’ ‘’de quatro’’ e ‘’por cima’’. Além disso, o casal pode ir testando para encontrar a melhor e mais confortável para ambos. O importante é que os dois conversem bastante para que tudo seja ainda agradável.

Sexo durante a gestação contribui para que grávida fique ainda mais relaxada. Uma gestante tranquila e relaxada também transmite essa sensação para o bebê. Além disso, ele ajuda no fortalecimento do períneo, importante também para hora do parto. Por isso, futuras mamães, não tenham medo de fazer sexo durante a gravidez. É bom para você, para o marido e bom também para o bebê.

* Meg Martins é fisioterapeuta graduada pela PUC Minas e especializada em Fisioterapia aplicada à Saúde da Mulher pela UNICAMP – SP. Conheça mais sobre o trabalho da profissional no site www.fisioterapiaembh.com.br.

Gostou do Post? Então, comente ou deixe sua sugestão para o próximo assunto!