19 maio

Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono

Um dos principais problemas que afetam o sono da população brasileira é a Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono. Ela é uma doença crônica que possui vários sintomas, que vão desde a parada e retomada repentina da respiração, o ronco e até mesmo a sonolência ao longo do dia. Uma noite mal dormida pode desencadear muitos problemas em nosso dia-a-dia, como cansaço constante, falta de concentração e até mesmo memória.

Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono ocorre quando o fluxo do ar nas vias respiratórias superiores é restringido. Assim, começamos a ouvir o famoso ronco. Em alguns casos mais graves, a respiração pode ser interrompida por instantes, e assim, a pessoa pode despertar com falta de ar frequentemente.

Sindrome Apneia Obstrutiva do Sono

De acordo com o Dr. José Antônio Pinto, otorrinolaringologista na Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, o distúrbio pode estar ligado a outras doenças como obesidade, hipertensão, diabetes, doenças cardiovasculares e até mesmo depressão. O especialista ainda afirma que algumas pessoas têm uma maior predisposição ao transtorno. Algumas condições genéticas, funcionais, orgânicas e psicossomáticas podem estar entre estas múltiplas causas.

Dentre alguns sintomas da Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono estão o ronco, insônia, dor de cabeça constante, dor de cabeça pela manhã, irritação advinda de uma noite mal dormida, acordar com a boa seca, entre outros. E para o diagnóstico da apneia, o Dr. José Antônio Pinto recomenda a procura por um otorrinolaringologista. “Somente o especialista poderá examinar as vias respiratórias do paciente e cruzar algumas informações com o histórico médico do mesmo. Além disto, a polissonografia, que é o monitoramento do sono feito através de um sensor que avalia a qualidade do sono, poderá apontar o melhor tipo de tratamento em cada caso. Os tramamentos poderão ser feitos através de mudanças de hábitos e até mesmo aparelhos que melhoram a condição do sono”, detalha.

Além disto, o médico dá algumas dicas de cuidados que podem ser tomados para evitar ou aliviar os sintomas da Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono:

  • Fazer exercícios físicos com regularidade;
  • Perder peso nas condições em que é necessário;
  • Fazer apenas refeições leves antes de dormir;
  • Evitar bebidas cafeinadas antes de dormir e até 4 horas antes;
  • Ter no mínimo 8 a 6 horas de sono;
  • Criar uma rotina de horários para dormir e acordar;
  • Tratar inflamações ou infecções nas vias respiratórias;
  • Não fumar .

 

Dr. José Antônio Pinto, otorrinolaringologista*Dr. José Antônio Pinto é otorrinolaringologista na Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo.