11 set

Protetor solar: Motivos para usar sempre

Este é um assunto que os dermatologistas não se cansam de avisar a população: a proteção contra as radiações solares. Estas, que podem causar manchas e riscos de formação de câncer de pele. E por mais que as pessoas são avisadas, são poucas que realmente se preocupam em utilizar diariamente os protetores solares.

Protetor solar dermatologia

Use protetor solar continuamente

De acordo com a dermatologista Suzy Rabello, além da conscientização com os cuidados com a exposição ao sol, é preciso saber qual tipo de fator de proteção é o mais adequado à cada pele. “Eu recomendo a utilização de filtro solar a partir dos 6 meses, embora a exposição ao sol não seja indicada até esta idade. Para crianças de até 10 anos, o ideal é a utilização de filtros solares infantis, que geralmente são antialérgicos”, afirma.

Já os adolescentes podem usar os mesmos filtros solares que os adultos. Como nesta fase da vida a pele fica mais oleosa e propensa à espinhas, a dermatologista recomenda a utilização de filtros em gel ou em gel creme. “É importante visitar o dermatologista para que ele indique qual o melhor tratamento para acne (espinhas) e qual o protetor solar que irá beneficiar a pele do adolescente”, declara Suzy.

Já para a proteção diária, o ideal é a escolha pelo grau de proteção solar de FPS 30, podendo ser maior como no caso de pacientes que sofrem com doenças como o Lúpus (doença em que o sol agrava), ou pessoas que possuem manchas de sol como os melasmas, processos pós inflamatórios ou depilação a laser.

Os protetores solares devem ser reaplicados durante o dia para garantir a eficácia do produto. “Recomendo a reaplicação a cada duas horas nas áreas que ficam expostas ao sol. A aplicação deficiente do produto pode reduzir o fator de proteção. Com a aplicação em intervalos menores, é possível minimizar os erros de utilização do protetor”, detalha a dermatologista.

A médica ainda explica que é necessário usar protetor solar mesmo em dicas nublados, onde 80% da radiação UV atinge a superfície da terra. Mesmo que aos olhos um dia nublado pareça inofensivo a pele, os danos serão os mesmos, pois a radiação continua presente.

Dermatologista Suzy Rabello

Dermatologista Suzy Rabello

 

*Suzy M. Rabello Ferrer é médica dermatologista com formação pela Faculdade de Medicina da USP e residência médica no Hospital das Clínicas de São Paulo – HC-FMUSP – em Dermatologia. Ela é especializada em tratamentos voltados para as áreas clínica, cirúrgica e estética.